Setembro amarelo, mês de falar sobre o suicídio

Eu soube ontem que esse mês existe uma campanha, infelizmente ainda pouco conhecida, chamada “Setembro Amarelo”. Esta campanha é para falar sobre suicídio, já que falar sobre é a melhor maneira de prevenir. Eu pessoalmente achei a iniciativa muito legal e lamento só ter sabido dela agora, quase em outubro.

É triste que as pessoas ignoram que o suicídio é uma das maiores causas de morte na atualidade, é um problema de saúde público, por ano são registrados cerca de 800 mil suicídios no mundo, segundo uma reportagem que li na BBC, o suicídio mata mais jovens que a Aids!! (E estima-se que ainda hajam mais que isso que não são registrados). Geralmente o suicídio é decorrente de uma patologia que pouco é falada: a depressão (e de outros transtornos mentais, como a esquizofrenia ou transtorno bipolar, mas posso falar melhor da depressão).

É muito difícil dizer para uma pessoa que está pensando em suicídio para não seguir em frente e que a vida vale a pena com um post de blog, normalmente pessoas que estão pensando em suicídio se encontram tão deprimidas que mal acessam blogs, mas por favor, se você é familiar de alguém que está com depressão, faça-o procurar um médico e um psicólogo: a depressão é uma patologia como qualquer outra, um desequilíbrio químico no cérebro que pode trazer várias consequências para a saúde do indivíduo. Se você está lendo isso e se acha depressivo mas ainda não está na fase de ver o suicídio como a única saída, procure um psicólogo e fale sobre o assunto!

Se você conhece alguém com depressão, por favor não trate a pessoal mal, existe um sério preconceito contra pessoas que sofrem de transtornos mentais por parte da sociedade (comentários tipo: “Fulano é maluco, toma remédio controlado, não fala com ele” machucam muito pessoas que estão lutando contra a doença), o que torna a luta contra a doença ainda mais difícil, a pessoa não vê a possibilidade de se (re)integrar a sociedade e ter uma vida comum. Viver isolado e rejeitado é quase impossível, por isso a pessoa que se encontra nessa situaçao só vê uma saída: atentar contra a própria vida. Eu sei que é difícil conviver com alguém doente (não importa a doença, seja câncer, depressão, cirrose, aids, o que for), mas por favor faça esse esforço, um dia o doente, o “louco” pode ser você.

Anúncios

2 thoughts on “Setembro amarelo, mês de falar sobre o suicídio

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s