Um dia na Virginia

Como vocês devem saber se estão acompanhando a minha série de posts, o acampamento que eu fiquei se localizava no estado de West Virginia (Ou Virgínia Ocidental), na viagem que fiz para Washington, passei o primeiro dia parando em

alguns pontos da Virginia.

Saímos do acampamento, as 5 horas da manhã e chegamos a nossa primeira parada as 9 horas. O lugar era o Udvar-Hazy em Chantilly, VA. É um museu aero-espacial do instituto Smithsonian  simplesmente incrível. Lá pudemos descobrir um pouco da história da aviação (segundo os americanos, que apesar de falar que os irmãos Wright inventaram o avião também fala de Santos Dumont), um pouco da engenharia de aviões e naves espaciais.

Discovery na Udvar-Hazy

Saímos de lá as onze e meia e depois fomos almoçar no McDonald’s americano, que é super diferente do brasileiro, além dos sanduíches serem bem maiores e mais baratos (tipo, com 1-2 dólares você compra um sanduíche e com uns 5, uma refeição completa), o refrigerante ainda é livre para pegar quanto quiser #gordices.

A nossa próxima parada foi em um lugar que não estava afim de ver: National Cemetery, em Arlington VA (que é beirando DC), mas acabou sendo uma experiência legal. Normalmente, não gosto muito de cemitérios, acho sem graça ver aqueles milhares de túmulos.

MAS esse cemitério em particular foi interessante porque: primeiro, pude ver um cemitério americano, que é bem diferente dos brasileiros (aqui o pessoal constrói túmulos, lá só existem covas onde as pessoas são  enterradas com uma lápide para identificá-las). Mas mais que isso, gostei muito do local pelo valor histórico dele.

Para quem não o conhece, este cemitério guarda os corpos dos “heróis” de guerra americanos, uma coisa que existe no cemitério e que já tinha ouvido falar bastante nas aulas de história do colégio, é a estátua da famosa batalha de Iwo Jima. E outra coisa que achei muito interessante, foi como os americanos amam a guerra. Apesar dos pesares, ali parece ser um lugar de exaltação pelas vitórias conquistadas do que um lugar de tristeza pelos que se perderam, coisas como presentes de guerra são expostas  (lembro que o presente de guerra da Coreia foi um pombinho da paz feito de artesanato típico do local cravejado com pedras preciosas, foi o que mais me chamou atenção). Lá ainda ouvi canhões pela primeira vez (já tinha visto muitos no Brasil, mas a maioria tudo parado, em Arlington, eles disparam canhões todos os dias como uma cerimônia de homenagem aos mortos ou coisa do tipo).

Estátua da batalha de Iwo Jima

Bem, depois desta visita, partimos para Washington. Depois contarei minhas aventuras lá.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s